Guia definitivo para Zakynthos – um dos lugares mais paradisíacos do mundo

Mirante Navagio Beach

Com certeza essa foi umas das viagens mais esperadas e mais gostosas de planejar da minha vida. O motivo? Minha lua de mel no paraíso!  E por que Zakinthos? Queríamos águas cristalinas, praias maravilhosas, fotos épicas, aventura, romance, comida boa….e adivinha? Esse lugar tinha tudo isso! E o impressionante, é  que ele é pouco divulgado, então, se tratando das ilhas gregas,  ficamos com muitas dúvidas entre Santorini e Zakynthos (uma vez que as Maldivas foram descartadas por falta de “tempo” $$$… kkk) . Foi uma decisão difícil por falta de informação e medo do desconhecido, além disso, os agentes de viagem só tinham uma resposta pra dar: Santorini. Eu falo e falo, quem quer conhecer lugares surpreendentes e tem que escolher entre um e outro, tem que pesquisar muito! No final, depois de dias de pesquisa, chegamos a conclusão que Zakynthos foi a melhor decisão e já te digo na introdução, a ilha é ainda melhor do que esperávamos.

korakonissi
Porto Limnionas

Nossa jornada na Grécia começou em Atenas, desceu de carro passando pela linda cidade de Nafplio e pegou um ferry para Zakinthos. Mas isso é assunto pra outro post. Aqui vou focar no nosso roteiro pela singular ilha de Zakinthos localizada no mar Jônico onde passamos 5 dias. Vai ser um guia/relato breve e objetivo, caso tenha alguma dúvida pergunta pra gente ou confere mais detalhes no insta @vaoboraviajar.

Quando?

Fomos em Setembro e o clima estava perfeito, aquele calor temperado com ventinho refrescante, sem chuva. Umas das perguntas que mais nos fazem… e a água? A temperatura da água estava ótima, nem quente, nem fria, refresca do calor sem sofrer pra entrar. A época do ano mais indicada para ir é a partir de Junho quando as temperaturas já estão altas e os preços não rs. A alta temporada é em Julho e Agosto, Setembro é semelhante a Junho e o restante do ano já é bem mais frio pra pegar praia.

Zakynthos Island
Blue Caves

Como Chegar

De avião. A ilha é pequena mas tem aeroporto, é o jeito mais rápido de chegar.

De ônibus (saindo de Athenas). O jeito mais barato para chegar. São 4h30 de ônibus e 1h de ferry.  A empresa Ktel faz a viagem de ônibus que custa EUR 29,00 (só ida) chegando ao porto de Killini de onde sai a Ferry para Zakinthos (EUR 9,00 pela Levante Ferries). A passagem de ônibus pode ser comprada com antecedência pelo site da Ktel, já o bilhete da ferry pode ser comprado no porto assim que chegar, ela sai de 1h em 1h.  

Zakynthos island
Mizithres viewpoint

De Carro. Nossa escolha! São 4 a 5h de aventura pelo continente (saindo de Athenas), 1h de ferry pela Levante Ferries. De carro existe a oportunidade de visitar outras cidades (nossa principal motivação), parar quando e onde quiser e ainda estar motorizado na ilha. Nós escolhemos visitar a linda cidade de Nafplio no caminho, uma cidadezinha muito charmosa. Compramos o bilhete da Ferry quando chegamos ao porto de Killini no final do dia (9 EUR por pessoa + 30 EUR para o carro, só ida). A estrada é tranquila e sem surpresas, usamos o GPS do celular para nos guiar (Waze). Para comprar os bilhetes da ferry não tinha nenhuma fila e foi fácil achar, as ferries saem a cada 1h. Na volta foi um pouco mais intenso, pois voltamos no mesmo dia do nosso voo. Compramos o bilhete da ferry da volta com antecedência para voltarmos cedo. Viajamos os 325km de volta e devolvemos o carro direto no aeroporto. Deu tudo certo, mas querendo ou não foi um risco (se um pneu fura, a ferry faz greve ou qualquer coisa assim, poderíamos perder o voo, graças a Deus, deu tudo certo).Vou fazer um post só sobre essa jornada com mais detalhes. Pagamos 40 EUR de pedágio e 134 EUR gasolina (na ilha tem vários postos de gasolina).

Porto Limnionas
Porto Limnionas

Onde Ficar

Se você gosta de agitação e vida noturna o melhor lugar é Laganas com vários clubes, restaurantes a beira-mar que da pra ir a pé. Eu particularmente não gostei muito da região, muita agitação não era nosso objetivo.

Nós preferimos a quietude e a vista do Avalon Palace, um Hotel no alto de um monte com vista pro mar em Zakynthos Town (próximo ao porto). O centrinho ali perto é histórico e muito gostoso de caminhar, com bons restaurantes e lojinhas de souvenir. Os pontos mais importantes que influenciaram na nossa escolha de hotel (depois de muito analisar) foi: 

Avalon Palace
  •  Adults only: sem crianças, só adultos, só paz.
  • Opção Half-Pension: Café da manhã e jantar inclusos (com sobremesas). Como as praias são espalhadas ao redor da ilha (+-1h de carro para chegar ao outro lado)  o objetivo era sair depois do café e aproveitar a ilha e a culinária local o dia todo. Embora o hotel ofereça All-incluse, não fazia sentido se quiséssemos explorar e experimentar. Deu muito certo e as refeições do hotel eram deliciosas, servidas em uma varanda com uma vista top.
  • Piscina privativa com vista pro mar: Queríamos muito e valeu cada centavo a mais rs

O resto veio sem a gente saber: música ao vivo, era bem próximo ao centrinho, tours exclusivos…de qualquer forma fica a dica da região: Zakynthos Town.

Finalmente…o que fazer?

Navaggio viewpoint….começando com o óbvio. Em qualquer lugar que você pesquise sobre Zakynthos, 90% das fotos vão ser desse lugar.

Navagio Viewpoint

Decidimos começar no mais famoso ponto da ilha, já para dar um choque de realidade. O mirante da famosa praia de Navagio Beach, considerada uma das mais bonitas do mundo, fica em torno de 1h de carro de Zakynthos Town. Mas deixa eu te falar, nem parece 1h, a vista é tão bonita, são tantos mirantes de belas praias no caminho que rapidinho chegamos. Uma dica importante é que quando você chegar ao local indicado no GPS, tem uma pequena “ponte” com proteção para tirar foto, normalmente com alguma fila. Esse não é o lugar mais bonito!! Siga a trilha que começa a direita desse ponto e depois de uns 10 minutos você chega ao hotspot. Aqui sim, toda a encosta do despenhadeiro é mirante que te permite admirar Navagio em toda sua glória. Cuidado, não tem proteção de corpo e é bem alto.  Algumas considerações:

  • Leve água: a caminhada para o mirante é curta mas quente. No local existe uma vendinha mas os preços não são muito  camaradas.
  • Vá de tênis.
  • O horário mais indicado é entre 11h e 15h quando o sol bate em cheio na água azul neon.

Xigia Beach

Saindo do mirante fomos até Xigia beach, o lindo Spa natural. Essa praia se diferencia muito das outras. A água aqui possui uma grande quantidade de enxofre, o que a deixa com uma tonalidade diferente, um azul leitoso fluorescente.

Xigia Beach

Não se preocupe, o enxofre faz bem pra pele e é até recomendado contra dores e celulite, yay! Era de se esperar um cheiro diferente, mas eu sinceramente não senti. O mar é mais agitado com ondas fortes e para entrar é um pouco desafiador devido as grandes pedras próximo ao local onde as ondas quebram. Logo depois que você passa dessas pedras já é praticamente fundo ( terreno de falésias).

Xigia Beach
Xigia Beach

Eu diria ser uma praia de aventureiros, mas arranhões a parte, nós nos divertimos muito. Uma vantagem é que ela tem estacionamento, é fácil de encontrar, a cantina no topo tem uma vista linda e preços muito camaradas (Coca-cola 2 EUR, porção de Batata Frita EUR 3), também tem um sistema de “elevador” no qual você nem precisa subir a cantina para fazer seu pedido.

Little Xigia

Calmaria e privacidade. São duas mini praias vizinhas da Xigia porém mais escondidas, tem que procurar com atenção sua entrada (usamos Waze). O estacionamento fica próximo a cantina (um trailer) equipada com redes e mesinhas rústicas. Pra chegar a praia tem que descer um bocado de degraus. A praia é reservada e calma, o inverso de sua irmã Xigia, a água é cristalina, rasa e sem ondas, guarda sol e espreguiçadeiras a disposição. Tinham famílias com bebês aqui (pra você ver como é tranquila) e a calmaria nos levou a tirar um cochilo na sombra do paredão que as cerca. 

Korakonissi

Korakonissi

Pra nós, o melhor lugar! E o melhor, achamos sem querer!! Uma das vantagens de estar de carro é isso, viu uma placa no caminho, ficou curioso? Se joga! E assim fizemos. Nunca tinha ouvido falar de Korakonissi, mas a placa na estrada era bem atrativa e parecia ser ali perto, decidimos conhecer….. Bom, não era ali tão perto rs. Pelo menos a vista do caminho era linda, ficamos com medo de nos perder pois não havia uma alma viva na estradinha, é tudo bem deserto e sem asfalto.

Korakonissi

Mas que lugarrrrrr, que lugarrrrr!!! O contraste da cor da água é tão lindo, não sei descrever, é incomparável com qualquer coisa que eu já tenha visto. A água turquesa sai entrando na montanha, da uma voltinha e sai de novo no mar azul escuro, dando vista para os penhascos. As rochas formam um arco e tem muitas pedras altas pra saltar (cliff jump, pra quem gosta). Um cenário incomparável. Por aqui também tem lanchonete (que sempre ficam no topo) e um pequeno estacionamento. A dica é: explore, subindo as pedras tem cenários novos e inusitados. Nós brasileiros não chamaríamos de praia, mas estou seriamente tentada a chamar de paraíso rs.

Porto Limnionas

S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L ! Parece que fico repetindo os mesmos adjetivos, mas fazer o quê? Vou deixar as fotos falarem mais alto. Aqui, as piscinas naturais são cercadas de cavernas, animais e vários tons de azul. O restaurante tem terraços com diversas espreguiçadeiras e sombreros que podem ser usados por 5 EUR. 

Porto Limnionas
Porto Limnionas
Porto Liminionas

Makris Gialos e o Passeio de Barco para Navagio Beach e Blue Caves

Makris Gialos é mais parecida com uma praia convencional (porém de pedrinhas rs) onde da pra esticar a canga e tomar sol. Tem a água cristalina, é calma e é muito boa para famílias com crianças. 

Para o passeio de barco chegamos às 11h00 no melhor horário do dia para ir a Navagio Beach (entre 11h e 15h são os melhores horários, mais cedo e mais tarde do que isso a sombra do penhasco bate na água). O barco é pequeno, o que é ótimo se você quer evitar multidões e garantir um bom lugar. Um “plus” é que os barcos pequenos fazem manobras dentro das Blue Caves o que torna o passeio muito mais interessante. O passeio custa 30 EUR por pessoa. Enquanto esperávamos demos umas voltinhas de caiaque ali perto nessa mesma praia. O dono do barco nos emprestou uma sacola estanque para guardar celular e carteira, mas não se preocupe, não chega a ser necessário. Em Zakynthos Town existem agências de turismo com opções de passeios mais em conta, porém são em grandes embarcações. Também saem barcos de Agios Nikolaos com mais frequência.

Navagio beach
Navagio Beach
Blue Cave
Blue Caves
Blue Caves
Blue Caves

O passeio de barco até Navagio só poderia ser maravilhoso, gasta +- 1h30 para chegar. Ficamos 1h20 na praia dos sonhos. Na volta o barco faz uma parada nas Blue Caves, que são exatamente isso, cavernas nas águas azuis da encosta, o barco entra dentro delas com manobras radicais…muito legal! Ficamos por lá um tempo ancorados pra nadar nas águas turquesas e voltamos passando por outra praia famosa Agios Nikolaos (não achei impressionante mas dizem ser bom para snorkeling). Que passeio meus amigos, que passeio! Obrigatório pra quem vem a Zakynthos.

Mizithres

Mizithres

Sem palavras, um mirante maravilhoso. Para chegar ao mirante em si use o Google Maps pois não existe nenhuma placa apontando onde é. O mirante fica em uma estrada de terra, bem no cotovelo da curva. Arriscamos subir uma rochosa estrada no carro alugado, confesso que fiquei com medo do pneu furar mas deu tudo certo. Se você não gosta de tanta aventura, estacione o carro quando perceber que está ficando muito caótico e suba a pé. No mirante, não há para-peitos nem cercas então tenha cuidado com as beiradas. Uma curiosidade, é que a praia ali embaixo não existia antes, em Outubro de 2018 um terremoto causou um deslizamento de terra formando a nova praia da qual eu não sei o nome, mas ir de barco até lá deve ser delicioso!

Mizithres Viewpoint (Keri Lighthouse)

Keri Lighthouse Restaurant

Outra dica é ver essa  mesma paisagem do restaurante Keri Lighthouse. Super romântico construído nas rochas do despenhadeiro com a vista privilegiada. Como a localização é perfeita pra fotos, o restaurante só permite os disparos mediante o consumo. Mas vale a pena sentar, comer, beber e gastar umas horas apreciando tudo isso (e o valor não é alto). Não deixe de explorar a encosta do restaurante que tem muitos spots fofinhos e românticos com velas e almofadas.

Kampi
Kampi

Por do Sol em Kampi

A ilha também é conhecida por ser agraciada com um lindo por-do-sol. E para garantir que assistiríamos do melhor lugar fizemos uma pesquisa que nos levou a Kampi. Nessa região tem uns 4 restaurantes no penhasco que vão aparecendo conforme você dirige morro acima. Escolhemos aleatoriamente o Taverna Panorama. A vista é diferente de todos os outros pontos da ilha com os enormes penhascos encontrando o mar, com mais verde (o resto da ilha é mais rochosa) contrastando com o mar azul escuro e o sol lindão. Se me perguntar se é o por-do-sol mais bonito da ilha, eu assino embaixo. Tomamos vinho (duas taças EUR 6) mas não comemos lá. As recém conhecidas amigas do Canadá amaram a comida feita na hora a escolha do chef, algum tipo de peixe, mas reclamaram do valor. A ilha é razoavelmente barata em alimentação, aparentemente esse restaurante saiu do padrão, inesperado por sua rusticidade.

Filipoi Beach

Filipoi Beach
Filipoi Beach

A estrada para essa “praia” é tão linda quanto a praia em si.  Eu descreveria mais como uma piscina natural gigante no mar aberto, a baía é bem pequena e bem rochosa. Vá de manhã cedo ou no final da tarde para ter a “praia” toda pra você.

Laganas Beach

Xigia Beach
Xigia Beach

É famosa, tem longa extensão de areia, é cheia de restaurantes, clubes e agitação…tendo dito isso, não curti. É uma praia normal e cheia…bom pra crianças pois o mar não tem ondas, tem aqueles brinquedos aquáticos e tudo mais. Nos outros lugares da ilha é tudo tão intimista que aqui ficou sem graça. Mas super recomendo o restaurante que tem lá, o Carpe Diem Zante, na rua principal, delícioso!! (Burguer com batata 17 EUR). Tem várias opções nessa rua com gyros a EUR 3, Pizza Hut, McDonalds…

Vinícolas

Pesquisamos as vinícolas no topo das recomendações e conseguimos visitar duas delas das quais relato a seguir.

Grampsas Winery

 Pequena vinha familiar com jardim muito bonito e agradável. Fizemos um tour de 30 minutos pra aprender a história da família e entender como o vinho é produzido, o tour foi muito rápido, mas deu pra aprender um pouquinho. Fizemos uma degustação (5 EUR por pessoa) que da direito a experimentar 4 qualidades de vinho e vem acompanhado de aperitivos, queijos da região e biscoitinhos. O sabor muito delícia e tudo muito bem harmonizado. Existem outras opções de degustação que contemplam mais vinhos.

Grampsas Winery

Art & Gallery Winery

Fofíssima vinha familiar que mais parece estar na Toscana do que na Grécia rs. A construção toda em pedra á antiquíssima assim como os pés de oliveira na propriedade. Aqui a degustação não tem preço nem pompa é bem amigável conforme o que você quer conhecer do cardápio. O azeite, o queijo, as geléias, tudo que essa mulher faz é muito gostoso e vale a pena provar e comprar. Se você tem que escolher só uma vinícola, essa é nossa opção, mais intimista e os vinhos igualmente deliciosos.

Art & Gallery Wine

Zakinthos Town – Ben & Jerry

Não poderia terminar esse post sem indicar esse restaurante. Fica no charmoso centro de Zakinthos Town e passou a ser nossa sina. O cardápio é recheado de sobremesas criadas com o sorvete Ben & Jerrys do qual sou apaixonada !! Vale uma visitinha, na verdade, vale uma visitinha toda noite haha O preço é muito bom com sobremesas elaboradas a partir de 6 EUR.

É isso pessoal! A ilha tem outros lugares incríveis para visitar, aqui foquei no que fomos e gostamos mais. Qualquer dúvida fiquem a vontade em perguntar, Boa viagem!

Avalon Palace
Avalon Palace
navagio beach

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo